FILME: CODA – NO RITMO DO CORAÇÃO

Sexta-feira chegou e hoje a dica é de um filme simplesmente lindo!!!!
Ganhador do Oscar 2022, esse é um filme para se emocionar. Se você é emotiva (assim como eu) já separa os lencinhos, e se não for, separa também, pois esse filme é de derreter até os corações mais frios. Se você não chorar, assiste de novo, com certeza você não assistiu direito.

Conheça o filme CODA – NO RITMO DO CORAÇÃO:

SINOPSE:

No Ritmo do Coração conta a história de uma família com deficiência auditiva que comanda um negócio de pesca em Gloucester, nos Estados Unidos. Ruby (Emilia Jones), a única pessoa da família que escuta, ajuda os pais e o irmão surdo com as atividades do dia-a-dia. Mas por conta disso, ela é vista como alguém estranha em sua escola, isso até ela se juntar ao coral, onde acaba se envolvendo romanticamente com um de seus colegas e começa a fazer amizades. Com o tempo, ela percebe que tem uma grande paixão por cantar e seu professor a encoraja a tentar entrar em uma escola de música, já que sua voz é linda. Enquanto isso, sua família luta para pagar as contas com o negócio de pesca, pois novas taxas e sanções são impostas pelo conselho local. A jovem, então, treina para ser aceita na faculdade de Berklee, onde poderá seguir com o canto, mas ela precisa decidir entre continuar ajudando sua família ou ir atrás de seus sonhos.

TRAILER:

INFORMAÇÕES E CURIOSIDADES:

  • Estreia global em agosto de 2021;
  • 151 minutos;
  • Disponível na Amazon Prime Vídeo e Apple Tv;
  • “CODA” é uma sigla em Inglês, que significa Children of deaf adults usada para identificar os filhos de Pais Surdos.
  • Baseado na comédia dramática francesa de 2014 “La Famille Bélier!”;
  • Vencedor do Oscar 2022, na categoria Melhor filme;
  • Troy Kotsur (pai da Ruby, o Frank) ganhou o Oscar de Melhor Ator Coadjuvante de 2022 por causa de “CODA”;
  •  O filme também ganhou o Oscar de Melhor Roteiro Adaptado;
  • Troy Kotsur (Frank Rossi), Marlee Matlin (Jackie Rossi) e Daniel Durant (Leo Rossi) são surdos na vida real.
  • A voz de Emilia Jones (Ruby Rossi) é simplesmente linda;
  • A diretora Sian Heder aprendeu a línguas de sinais para escrever o roteiro;
  • Os financiadores do filme não queriam surdos reais no filme, mas acabaram cedendo;
  • Todo o filme foi gravado em Gloucester, Massachusetts, em meados de 2019.

Gênero: Comédia dramática, americano.

Faixa Etária: 14 anos.

O que eu achei: Confesso que eu sabia que era emocionante, mas nem tanto. Eu já cheguei a fazer cursos de língua de sinais, e acho sensacional a forma de comunicação. Esse filme mostrou o quanto é difícil as pessoas normalizarem, comunicarem, se esforçarem e incluir pessoas surdas no dia a dia, só mostra que precisamos muito nos adaptar a elas. Chorei muito com o final do filme, e depois que finalizei busquei informações e me emocionei em saber que realmente os atores são surdos na vida real, e isso me deixou feliz, com coração quentinho. Esse filme com certeza mereceu o Oscar, e mereceu com dignidade de ser um filme realmente tão bom. A nota máxima aqui nos posts de série e filmes é só 5, mas esse filme merece um 10!

Nota:

★★★★★

Você já assistiu? Me conta aqui o que você achou!

Quer mais dicas de séries?

Clique aqui: https://www.terapiacolorida.com.br/category/serie-filme-netflix/

Semana que vem tem mais!

Me acompanhe nas redes sociais:
Instagram: @terapiacolorida13 .
Youtube: Terapia Colorida.
Pinterestterapiacolorida13 .
Tik Tok@terapiacolorida13
FacebookTerapia Colorida .

Beijos!

Este artigo foi publicado por Amanda Torres

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: